quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

FÓRUM "C.D. SANTA CLARA E A COMUNIDADE" REALIZA-SE NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA NO NORDESTE - S. MIGUEL



 





DFA

FAIAL DA TERRA JÁ TEM TRILHO PARA DOWNHILL – POVOAÇÃO – S. MIGUEL

A ilha de São Miguel ganhou este fim-de-semana mais um trilho de Downhill. A Junta de freguesia do Faial da Terra e a Câmara Municipal da Povoação inauguraram o trilho do Pico Grande, uma iniciativa que contou com a presença de Bruno Pacheco, Director Regional da Juventude.

“O Governo tem apoiado, através de uma associação para o efeito, a prova de downhill em São Miguel e queremos continuar a incentivar a promoção deste trabalho em prol de hábitos de vida saudável, em particular nas modalidades ditas “radicais” porque estas não estão abrangidas pela Direcção Regional do Desporto, e isso temos feito mesmo com o bodyboard, com o surf e até mesmo com o parapente, através de várias associações de jovens” – referiu Bruno Pacheco.
O governante ainda enalteceu o arrojo do projecto e destacou-o como mais um factor de desenvolvimento local.
A ideia do trilho para downhill surgiu de três jovens faialenses, Filipe e Érico Araújo e Vítor Festa, que levaram a sua proposta ao actual presidente da Junta, Paulo Nazaré, ainda quando era candidato eleitoral, tendo este, se comprometido de imediato com o projecto.
“Esta iniciativa surgiu de uma promessa eleitoral aos nossos jovens que ansiavam por uma oportunidade destas. Este trilho esteve fechado por mais de 40 anos e surgiu agora a oportunidade, em colaboração com a Câmara, de reabri-lo e adaptá-lo para Downhill. Esta é uma forma de promover o trilho e o Faial da Terra”.
Paulo Nazaré elogiou os três jovens que comandaram a reconstrução e adaptação do trilho para downhill, considerando-os elementos chave para o sucesso do projecto. O trilho possui uma extensão de três quilómetros e uma inclinação bastante acentuada, que começa na zona do redondo e vai até ao Burguete. Era por ele que, em tempos, os lavradores e agricultores da freguesia faziam o acesso às suas pastagens e quintas. Os amantes de BTT e Downhill têm agora à sua disposição mais um trilho que vem junta-se aos outros existentes na ilha de São Miguel.

DFA/CMP

FUTSAL: "OS MARIENSES" SAGRARAM-SE CAMPEÕES DE JUVENIS DE SANTA MARIA

O CD “Os Marienses” sagraram-se campeões do Campeonato de Juvenis de Santa Maria, prova organizada pela AF de Ponta Delgada, inscrevendo assim mais uma vez o seu nome na lista dos vencedores.

O jogo decisivo realizou-se a 12 do corrente mês, quando a formação de Os Marienses na sua deslocação ao recinto do seu principal adversário na prova, o GD Gonçalo Velho, conseguiu um triunfo por 4-2, o que lhe garantiu os pontos necessários para mais este êxito desportivo, que se pode denominar de bi-campeão, dado que na temporada transacta esta prova não se realizou e Os Marienses foram campeões em 2009-2010.
Depois da conquista da Taça de Honra e do Campeonato, os objectivos de Os Marienses passam ainda pela conquista do terceiro troféu da época neste escalão, a Taça de Santa Maria, que vai ter início em meados de Março, e só após a conclusão da prova que está em curso, onde ainda faltam realizar duas jornadas.
in: Clube Futsal

INICIADOS: MARITIMO RECEBEU E PERDEU COM O SANTA CLARA - AFPD

Taça João Maciel - Grupo A
Iniciados

Maritimo Sport Clube  0  -  CD Santa Clara   18   (resultado final)

Ao intervalo: 0 - 5

Desafio realizado esta noite no Estádio Municipal de Jâcome Correia, Ponta Delgada.

 
Esta noite sobre o relvado do Municipal de Jâcome Correia, encontraram-se os iniciados do Marítimo e do Santa Clara, que fizeram o acerto do calendário da prova, já que o referido desafio encontrava-se em atraso.

O favoritismo deste encontro, à partida era dos encarnados de Ponta Delgada, que confirmaram isso mesmo, no campo ao vencerem o Marítimo por 18 golos sem resposta. Os locais podem queixar-se do desfalque de jogadores, pois só jogaram com nove atletas todo o jogo, e sem suplentes, o que veio agravar a situação no relvado, perante um Santa Clara que demorou 21 minutos para marcar o seu primeiro golo. A partir de então, o Marítimo começou lentamente a recuar no terreno, facto aproveitado pelos visitantes que marcaram mais quatro golos, ainda na primeira metade do encontro.
Na parte complementar o frio foi uma "barreira" para os atletas da casa, que acabaram por congelar a vontade e o discernimento dos atletas comandados por Paulo Cabral. O técnico Hélio Oliveira, ao reparar que o Marítimo mostrava-se um pouco apático e sem grande vontade em mudar o rumo dos acontecimentos, mandou avançar os seus jogadores, que acabaram por fazer uma segunda parte toda no meio campo dos locais. De ressalvar que o Marítimo nesta parte do jogo apenas fez um remate à baliza do Santa Clara, o que demonstra bem o que se passou dentro das quatro linhas.
E foi com grande à vontade que os encarnados marcaram mais 13 golos na segunda parte, sobre um olhar "amedrontado" e desinteressado do Marítimo. E o à vontade do Santa Clara era tanto, que até o seu guarda-redes abandonou por várias vezes as redes e tornou-se um avançado aguerrido, o que lhe valeu marcar um grande golo.
 
Texto e fotos: Mário Nunes (jornalista)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

PATINAGEM E HÓQUEI EM PATINS TÊM APOIO GOVERNAMENTAL DE MAIS DE 104 MIL EUROS

 

O Governo dos Açores, através da Direção Regional do Desporto,
tutelada pela Secretaria Regional da Educação e Formação,   
atribuiu um total de apoios de 104.637 Euros às modalidades
de Patinagem de Velocidade, Patinagem Artística e Hóquei
em Patins, através do contrato-programa celebrado entre
as Associações de Patinagem (São Miguel, Terceira e Pico) e a
Direção Regional do Desporto.

Através do contrato-programa assinado, ficou estabelecido que o Hóquei
em Patins terá um apoio de 50.798,00 Euros, sendo 41.664,00 euros
destinados à actividade regional, 6.360,00, à actividade nacional e 2.774,00
à arbitragem regional.
Já a Patinagem de Velocidade terá um total de apoios de 46.158,00 Euros,
sendo 13.030,00 euros para a actividade regional, 29.040,00, para apoio
à actividade nacional, 1.348,00 para a arbitragem regional e 2.740 para
a arbitragem nacional.
A Patinagem Artística contará com 7.681,00 euros de apoio, sendo
7.208,00, para actividade nacional e 473,00 para a arbitragem nacional.
O contrato foi assinado na cimeira anual entre as associações e o
Director Regional de Desporto, onde foi também feito um balanço à
situação da modalidade em cada uma das suas vertentes, relativas   
ao ano de 2011.
Assim, o Hóquei em Patins contava com 260 atletas federados, distribuídos
por 14 clubes com 27 treinadores e 30 dirigentes. Esta modalidade
tinha ainda 11 árbitros/juízes.
Já a Patinagem de Velocidade apresentava no ano passado 351 atletas
federados, de 14 clubes com 19 treinadores e 16 dirigentes e com
31 árbitros/juízes.
Na Patinagem artística existiam 211 atletas federados,
em 14 clubes, com quatro treinadores e dois dirigentes, existindo   
ainda 23 árbitros/juízes.



GaCS/HB

CLUBE MOTARD SANTA MARIA LEVOU A EFEITO UM TORNEIO DE SUECA – SANTA MARIA

É ponto assente apesar do passar dos anos, os jogos tradicionais continuam a estar muito enraízados na comunidade mariense, e não só.

Foi com satisfação que a direcção do Clube Motard Santa Maria, organizou pela primeira vez um torneio de sueca, e pelos visto será para repetir tendo em conta a grande adesão dos participantes.
Sob o lema de passar um bom bocado, algumas equipas, já com muito "traquejo" fizeram questão de marcar presença, como tal, a qualidade presente fez subir a fasquia do espetáculo, onde as cartas, foram o centro das atenções.
Surpresa para uns, e nem tanto para outros, as duplas que chegaram à final, tiveram que trabalhar muito para vencer os adversários.
Novamente o convívio e a boa disposição foram a grande forma de passar momentos agradáveis.

DFA/CMSM

TÉNIS DE MESA: FANFARRA OPERÁRIA RECEBEU E VENCEU O TORRENSE E A MANUTENÇÃO ESTÁ MAIS PRÓXIMA – TERCEIRA

Campeonato Nacional 3ª Divisão Série D - 12ª Jornada

No passado dia 26 de fevereiro, pelas 15 horas, realizou-se no Ginásio Principal do Liceu de Angra do Heroísmo, o desafio entre as equipas do Fanfarra Operária e o IFC Torrense, em jogo a contar para a 12ª jornada do Campeonato Nacional da 3ª Divisão - Série D.

Este era um jogo onde os locais defrontavam os actuais terceiros classificados, e que só tinham perdido dois jogos. Logo antevia-se um jogo muito difícil para a formação da Terceira, em atingir a vitória. Por isso, a equipa técnica durante a semana que antecedeu o encontro, apostou em utilizar alguns jogadores menos rodados, dando desta forma descanso a alguns dos titulares. Mas, quando souberam que os visitantes, não poderiam contar com importantes elementos, como foi o caso dos atletas Fernando Gomes e Eduardo Luís, “rapidamente mudamos de planos e apresentamos a nossa principal equipa para tentarmos a vitória final neste jogo“.
“Esta vitória foi importante para as nossas aspirações, que passam evidentemente, pela manutenção, e com a vitória de domingo, penso que demos um grande passo nesse sentido. Agora ficámos a depender apenas de nós próprios“.
O Fanfarra Operária para consolidar os seus objectivos, terá de ganhar os três jogos em casa com adversários directos na luta pela manutenção (Campo Ourique, Estreito e Caselas). Se assim acontecer a manutenção será uma realidade.
“São jogos difíceis, mas perfeitamente possíveis de atingirmos a vitória, dado termos perdido por 4-3, com o Estreito e Campo de Ourique em casa destes, e conseguido vencer por 4-0, no terreno do Caselas.

DFA/Fanfara Operária

KARATÉ: CAMPEONATO NACIONAL DE SENIORES REALIZA-SE A 4 DE MARÇO EM GUIMARÃES

Terá lugar no próximo dia 4 de Março, o Campeonato Nacional de Seniores, organizado pela Federação Nacional de Karaté - Portugal.
Este evento vai realizar-se na cidade Berço, mais conhecida por Guimarães, no Norte de Portugal, onde a Associação de Karaté dos Açores estará presente com uma comitiva de oito elementos. Os atletas participantes representam o Clube de Karaté-do Shotokan da Praia da Vitória (Anabela Silva e Fábio Silva) e do Clube de Karaté-do Shotokan de Angra do Heroísmo (Bruno Costa, Miguel Farto, Pedro Correia, Ana Pereira, Daniela Reis e Catarina Pires).
 Acompanha a comitiva os treinadores Márcio Santos (CKSPV), João Castro (CKSAH) o vice-presidente da AKA, José Tomé e o técnico de arbitragem Marco Afonso (Árbitro B).
DFA/AKA

2ª PROVA DO TROFÉU CARNAVAL EM MINI-VELEIROS - HORTA

Decorreu no passado domingo a segunda e última prova do Troféu do Carnaval, em Mini- Veleiros, do Clube Naval da Horta. A prova ficou marcada por a escassez de participantes devido a diversas avarias técnicas, sendo quatro os velejadores que aproveitaram as condições ideais para a prática da modalidade.

Nesta segunda prova foram realizadas uma dezena de regatas e a luta pelo primeiro lugar foi decidida, apenas nas últimas duas regatas.
José Gonçalves que trazia vantagem da primeira prova, acabou por perder nas últimas regatas a favor de João Nunes. Belchior Neves conseguiu classificar-se no 3º lugar, enquanto António Pereira quedou-se pelo quarto e último lugar da prova. Em todas as regatas a luta foi renhida com os barcos a concluir as regatas muito próximos uns dos outros, evidenciando que cada vez mais os Skippers começam a dominar os barcos, e estes, a apresentarem cada vez mais, maior competição entre eles.
A nível de Troféu, venceu João Nunes, ficando apenas a um ponto de José Gonçalves. Em 3º lugar ficou Belchior Neves, António Pereira em 4º, Emanuel Silva em 5º, João Sequeira em 6º, Eduardo Pereira em 7º e Carlos Sequeira em 8º lugar.
A próxima prova terá lugar no dia 18 de Março, sendo a primeira prova do Troféu da Páscoa
DFA/CNH

SUPER ESPECIAL MARQUES CATTT/INATEL - RESULTADOS


Com meia centena de participantes, a parte de leão ficou para as moto quatro que compareceram em número de 21, na 3ª Edição da Super Especial Marques, desta feita sob a organização conjunta do CATTT e do Inatel, que se realizou no passado domingo. Este evento desportivo proporcionou aos participantes e espectadores uma jornada de desporto motorizado magnifica, resultante das três passagens ao crono para cada classe.

A classificação ficou assim ordenada:

Automóveis DIV I
1- Nº 014 Carlos Resendes
2- Nº 046 António Arruda
3- Nº 036 Eduardo Andrade
Automóveis DIV II
1- Nº 098 André Mota/Carlos Melo
2- Nº 223 Sérgio Freitas/Luís Sousa
Automóveis Clássicos
1- Nº 077 Gilberto Ferreira/Maria Ferreira
2- Nº 223 José Patrício/Pedro Carvalho
Jipes
1- Nº 221 Rui Borges/Fábio Teves
2- Nº 039 Adalberto Correia/Diogo Duarte
3- Nº 220 Fernando Siuve/Bruno Machado
Motos K1
1- Nº 077 Bruno Coruja
Motos K2
1- Nº 005 Ygor Gonzaga
2- Nº 098 Tiago Bettencourt
3- Nº 052 João Camara
Quad’s Q1
1- Nº 055 Rui Borges
2- Nº 077 Pedro Gonzaga
3- Nº 069 Fábio Teves
Quad’s Q2
1- Nº 093 João Medeiros
2- Nº 024 Paulo Veríssimo
3- Nº 079 Pedro Pacheco
Kartscross
1- Nº 058 Ricardo Araújo
2- Nº 039 Rui Melo
3- Nº 006 Alberto Torres

DFA/CATTT Açores

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

FUTSAL: RESULTADOS DA 10ª JORNADA DO CAMPEONATO SANTA MARIA

Resultados:

INFANTIS:
GD Gonçalo Velho 7 - GD São Pedro 2

JUVENIS: GD Gonçalo Velho 2 - GD São Pedro 2

JUNIORES: GD Gonçalo Velho 7 - GD São Pedro 1

DFA

domingo, 26 de fevereiro de 2012

NACIONAL DE JUVENIS: SANTA CLARA RECEBEU E PERDEU COM O IMORTAL

Nacional de Juvenis: 2ª fase Zona 3 - 2011/2012

 
CD Santa Clara  1  -  Imortal DC  2   (resultado final)

Ao intervalo: 0-0
Marcadores:
Santa Clara - Tavares
Imortal - Pauleta (g.p.) e Marcelo

Desafio realizado esta manhã no Campo das Figueiras, Ponta Delgada.

O Santa Clara que tinha vencido no terreno do Imortal, hoje não conseguiu ultrapassar em terras açorianas, mais precisamente no Campo das Figueiras, o seu adversário que se apresentou com vontade de vencer.
Na primeira metade do encontro, os encarnados de Ponta Delgada tiveram várias oportunidades de marcar, mas a finalização falhava constantemente, de tal forma que o desafio chegou ao intervalo com um nulo.
A parte complementar iniciou-se em toada rápida, com o Imortal a tentar chegar à baliza, defendida por Hugo Viveiros, quer com bolas pelo ar, quer pelo centro do terreno. Mas o guardião açoriano lá ia conseguindo tratar dos remates mais astutos. Ao mesmo tempo, o Santa Clara atacava pelas alas, com Miguel (sokota) a esgueirar-se, por várias vezes, pela esquerda da forma como atacavam. E foi num desses lances que os homens comandados por Luís Silva acabaram por marcar um grande golo, da esquerda para a direita, traindo o guarda-redes visitante.
O atleta Tavares acabava de abrir a porta da vitória para os locais, mas a explosão de alegria que se viveu nas hostes encarnadas, foi sol de pouca dura porque passados escassos minutos, mercê de uma falta na grande área encarnada, o árbitro Bruno Linhares apontou a marca da grande penalidade. O melhor jogador do Imortal, de seu nome Pauleta, marcou o castigo máximo e empatou a partida. Voltava tudo como tinha começado, ou seja, o empate não interessava ao Santa Clara. Embora a equipa da casa apresentasse maior frescura física, melhor condução e drible da bola, por volta dos 20 minutos da segunda metade, o Imortal começou a empurrar o Santa Clara para o seu meio campo, e a aproveitar o espaço de jogo, com várias investidas pela direita da forma que atacavam. E foi numa destas insistências que Marcelo acabou por marcar mais um golo para o Imortal, já em período de descontos, deitando por terra todo um trabalho incansável do Santa Clara que não merecia perder pelo que apresentou dentro das quatro linhas.
A equipa de arbitragem chefiada por Bruno Linhares, que viajou da cidade do Porto, fez um excelente trabalho.

Texto e Fotos: Mário Nunes (jornalista)                     

ESCOLAS: CAPELENSE VENCEU E CONVENCEU PERANTE O OLIVEIRENSES - AFPD

Campeonato de São Miguel - 2ª fase
Benjamins


Capelense SC  9  -  CD Oliveirenses  4   (resultado final)

Ao intervalo: 5-1

Marcadores:
Capelense - Carlitos (2), Nuno (6), e João Paulo.
Oliveirenses -


Desafio realizado na tarde de ontem no Campo das Figueiras, na freguesia de Santo António, Ponta Delgada.



DFA
Fotos: Mário Nunes

ESCOLAS: JUVCAP AJ CAPELAS RECEBEU E EMPATOU COM UNIÃO NORDESTE - AFPD

Campeonato de São Miguel - 2ª fase

Benjamins


JuvCap AJ. Capelas  1  -  União D. Nordeste  1   (resultado final)

Ao intervalo:  1-0

Marcadores:
JuvCap - Humberto Carlos
União Nordeste - Humberto 

Jogo realizado ontem no Campo das Figueiras, Santo António, Ponta Delgada.





Texto e Fotos: Mário Nunes

ANDREAS MIKKELSEN VENCEU SATA RALLYE AÇORES 2012 - RICARDO MOURA FICOU EM SEXTO – S. MIGUEL

O norueguês Andreas Mikkelsen venceu com o seu Skoda Fabia S 2000, o Sata Rallye Açores 2012, iniciando da melhor forma a caminhada para uma corrida, que se espera renhida, ao título no Intercontinental Rallye Challenge (IRC).

O Skoda com o número 2, pilotado por A. Mikkelsen acabou por controlar bem e vencer a prova açoriana, não tendo cometido erros de maior, nos três dias de prova, que terminou ao final da tarde de ontem, com a subida ao pódio dos três primeiros, nas Portas da Cidade, no centro de Ponta Delgada, em S, Miguel.
Por carros, venceram os dois Skoda, primeiro pilotado por A. Mikkelsen, e em segundo lugar por Juho Hanninem. Em terceiro lugar colocou-se o francês Bryan Bouffier, com o seu Peugeot 207 S2000. De salientar que o abandono forçado de Bruno Magalhães, que depois de ter embatido na sexta-feira numa pedra, despistou-se a acabou por capotar várias dezenas de metros, quando seguia em alta velocidade, na Especial de Feteira 2. É, que muito se esperava do piloto lisboeta, que já ganhara em 2008 e 2010 o Sata Rallye, e até poderia dar outro sabor à prova, mas quis o destino que o acidente surgisse, mas sem qualquer consequência para a dupla que seguia lá dentro. O mesmo já não se pode dizer do Peugeot, que ficou totalmente destruído.
A. Mikkelsen ganhou dez das treze classificativas, terminando com 25,1 segundos de vantagem sobre o seu colega de equipa Juho Hanninen. Relativamente ao melhor português na geral, foi o campeão Ricardo Moura, que aos comandos de um Mitsubishi Lancer Evo IX, ficou na sexta posição, lugar que já ocupava no segundo dia de prova.

Mário Nunes (jornalista)
Foto: Direitos Reservados