quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

FOTOREPORTAGEM DO DESAFIO MIRA-MAR - MARÍTIMO SC


















Fotos: Maria Rocha/DFA

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

EXCLUSIVO: NUNO FURTADO FEZ HISTÓRIA NO OPERÁRIO E NOS AÇORES

No passado domingo, muitos estariam longe de pensar que o desafio para o Nacional de futebol em juvenis, que colocou em campo o Operário e o Sporting, na Cidade de Lagoa, iria tornar-se num feito jamais alcançado. Falámos pois de Nuno Furtado, o atleta do escalão de juvenis do Clube Operário Desportivo, que marcou um golo, o suficiente não só para vencer o desafio, mas também porque este acto desportivo não parece ter precedentes, pois de que há memória, nunca nenhuma formação açoriana tinha vencido em terras açorianas, um dos três grandes do futebol, no caso em apreço o Sporting Clube de Portugal.
 
A reportagem do DFA acompanhou o atleta Nuno Furtado, no final do encontro e falou com o mesmo, num exclusivo.
Nuno Furtado transpirava felicidade e irradiava alegria, tal era a sensação de ter marcado e consequentemente vencido ao Sporting. Abaixo ficam primeiras palavras do jovem talento.  
“Antes de mais queria agradecer a todos os adeptos presentes no jogo esta manhã (domingo) e a todos os que nos acompanharam até aqui. Hoje, foram o nosso 12º jogador, e sem eles esta vitória não era possível. Hoje sabíamos que íamos enfrentar uma grande equipa como é a do Sporting, por isso tentámos desde muito cedo manter-nos sólidos, primeiro a defender, para depois podermos sair no contra-ataque.
Na minha opinião penso que na primeira parte estivemos muito bem defensivamente, fechando todos os caminhos possíveis à nossa baliza, enquanto no ataque tivemos boas oportunidades de golo inclusive uma, que falhei. Na segunda parte, mantivemos o nível, e o golo acabou por aparecer, foi um momento de euforia que fez-se sentir tanto no campo como nas bancadas.
Estou feliz por ter feito um golo histórico tanto para o clube como para a Região (Açores), mas apesar desse golo penso que todos estão de parabéns pela vitória, pois sem estes colegas que são fantásticos, este golo não era possível.
Agora à que manter os pés bem assentes na terra, continuar com a mesma atitude ao longo do Campeonato Nacional e tentar dignificar não só a ilha como todo o Arquipélago”.

KARATÉ: JOGOS DE COMBATE BEM DISPUTADOS - TERCEIRA

O Clube de Karaté-do Shotokan de Angra do Heroísmo, realizou no passado sábado no Complexo Desportivo do Estádio João Paulo II, o torneio intitulado "Jogos de Combate".
 
O evento contou com a participação de três dezenas de karatecas com idades compreendidas entre os 5 aos 15 anos e teve como finalidade a introdução ao kumite (combate) através de jogos que visam uma melhor preparação e adaptação a esta disciplina da modalidade.
O torneio contou com seis áreas para trabalhos e teve a duração de cerca de duas horas. Participaram atletas do clube organizador, Clube de Karaté-do Shotokan da Praia da Vitória, Núcleo de Karaté Shotokan do AngraGym (Promoção), Colégio de Santa Clara e EB Infante Dom Henrique (Escolinhas).
No final foram entregues troféus a todos os jovens karatecas presentes.

DFA

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

ANDEBOL JÚNIOR EM COMPETIÇÃO NA CIDADE DA HORTA POR PAULO RESENDES

Nos últimos anos poderá afirmar-se que foi das competições em que se notou algum diferencial derivado às questões financeiras entre as várias agremiações desportivas dos Açores, nomeadamente o poderio económico da equipa do SC Horta comparativamente com as restantes equipas dos Açores.
 
 
Mais concretamente numa competição que teve a sua fase regional durante os dias 22/23/24 de Fevereiro, os juniores masculinos do andebol competiram entre si, existindo um a competitividade bastante acentuada entre essencialmente os três habituais animadores dos campeonatos regionais da modalidade em qualquer escalão, Arrifes, Marienses e SC Horta, juntando-se a este trio uma menos equilibrada, equipa dos GD Biscoitos que apesar das dificuldades vai continuando com modalidade na ilha terceira.

Depois duma restruturação competitiva devido aos cortes orçamentais da DRD, a prova consistiu em todos contra todos numa fase inicial, depois meias-finais entre o 1º Classificado e o 4º, e o 2º com 3. Posteriormente os vencidos apurariam o terceiro e quarto classificado, enquanto as restantes duas equipas numa final, disputariam o primeiro e segundo lugar da classificação.

Na fase inicial algum equilíbrio inclusive a equipa mariense venceu a equipa do SCH, originando um jogo difícil entre o SCH e os Arrifes, que apurariam nesta meia-final o outro finalista. Neste jogo sim, iniciou-se o desequilíbrio pois a equipe anfitriã colocou em prática uma regra faz obviamente tender a balança para o lado dos mais apetrechados financeiramente, utilizando neste jogo e na final três ex-atletas do topo do andebol português nomeadamente Irineu Silva (ex-Benfica), Tiago Silva (ex - FC Porto) e Diogo Simão (ex-Belenenses), ou seja três atletas da equipa sénior que mesmo não sendo formados nos Açores, nada os impediu de competir nas equipas de escalões de formação.

Desta feita, depois da vitória clara sobre os Arrifes 35/14, a equipa da Horta na final mesmo com tão grandes reforços de última hora, pois tais atletas não foram utilizados na fase inicial da competição, contando com a supervisão técnica do ex-diretor regional Prof. Rui Santos, com objetivos claros de vencer a competição reforçou a equipe para as fases seguintes.

Assim na final e perante um Marienses muito aguerrido, a luta foi muito acentuada obtendo-se um resultado final de 21/19, em que independentemente da valia técnica dos atletas oriundos do continente português a luta pelo resultado foi até aos últimos segunda da partida demonstrando assim a grande valia da equipe oriunda da ilha de Santa Maria, tendo no apuramento 3º/4º lugar a equipe oriunda dos Arrifes vencido os Biscoitos por 31/24 e realçando-se a obtenção de melhor goleador pelo atleta micaelense Daniel Medeiros com 43 golos.

VETERANOS: LUSÍADAS DO CANADÁ VENCEM VETERANOS DO VALE FORMOSO – POVOAÇÃO

Diz o ditado que “ à terceira é de vez” e foi o que aconteceu com o jogo dos Lusíadas do Canadá e os veteranos do Vale Formoso, no passado fim-de-semana. O resultado foi de 6-3 a favor dos Lusíadas, que ficaram mais bem-dispostos para o convívio que se seguiu, ao encontro no campo.
 
Esta é já a terceira vez que a equipa de Hamilton veio jogar a São Miguel com os veteranos do Vale Formoso. Da primeira perderam por 2-1, da segunda voltaram a perder por 4-1, e da terceira é que foi: 6-3 para levantar a moral do grupo emigrante, que já sonha voltar para o ano. Recorde-se que foi ao som do hino das furnas que as equipas se posicionaram para a foto de família.
Depois de trocadas as lembranças, entre entidades e equipas, estava dado o mote para um jogo que se previa, no mínimo, animado.
O grupo de 17 elementos do Canadá veio motivado e decidido a diminuir a diferença do ano passado. E foi o que aconteceu, o grupo do Canadá saiu para o intervalo a vencer 2-1 e quando regressou aumentou a diferença para 6-3.
De salientar que a equipa dos Lusíadas vem a terras açorianas pelas mãos de Norberto Paiva, um emigrante furnense que sente o seu torrão natal como ninguém. “A nossa ilha é realmente um paraíso, queremos que outros também possam conhecer este maravilhoso lugar. No ano passado vim também com um grupo folclórico de crianças do Rancho Província e Ilhas de Portugal, do qual sou presidente, para a festa da Senhora Santana e Festa do Chicharro. Gosto muito da minha terra e gosto de trazer pessoas que possam desfrutar do que a natureza nos abençoou, além disso, as pessoas que nos acolhem são muito simpáticas e encantadoras”, referiu Norberto Paiva.
Quem já sonha com o encontro do próximo ano são os veteranos do Vale Formoso, desejosos para tirar a desforra.
DFA/CMP

INICIADOS: MÁRIO JORGE COM HAT-TRICK DEU A VITÓRIA AO MARITIMO NA POVOAÇÃO

Mário Jorge marcou três golos 
Taça de São Miguel - Iniciados
 
 
Mira Mar Sport Club  0  -  Maritimo Sport Club   3   (resultado final)
 
Ao Intervalo: 0 -1.
 
Marcadores:
Maritimo - Mário Jorge (3).
 
 
Desafio que decorreu no passado sábado no Campo Municipal da Povoação, na Ilha de São Miguel.
 
 
Relativamente ao desafio em apreço, o Maritimo SC, deslocou-se à Povoação para defrontar o Mira Mar, num desafio que se perspectivava um pouco complicado para os atletas de Ponta Delgada. É que o Mira Mar é sempre uma formação complicada de se arrecadar pontos, pois joga num esquema táctico bem conseguido e com uma defesa bem estruturada.
 
Mas o que parecia complicado, tornou-se fácil para os atletas orientados por Ernesto Sousa, que não só, entraram em campo decididos a arrancar a vitória, como marcaram o primeiro golo, ainda não tinha decorrido um minuto de jogo. O esquerdino Mário Jorge, do Maritimo abriu muito cedo o marcador, o que trouxe alguma tranquilidade ao conjunto da Calheta. Os locais que nunca baixaram os braços e balançaram-se para a frente, mas o guarda-redes Tiago, a evitar alguns sustos impostos pelo Mira Mar.
 
A primeira parte terminaria com o 0-1, a favor do Maritimo, que era um resultado algo inseguro para a segunda metade do encontro.
 
E assim foi, pois o Mira Mar jogou toda a segunda parte balançado para o contra-ataque, mas a finalização a não ser a melhor. E como quem não marca, pode sofrer, foi o que acabou por acontecer, com Mário Jorge a marcar mais dois golos de tirar o chapéu, fazendo assim o hat-trick, e a fechar a contagem em 3-0, para o Maritimo.      
 
 
Mário Nunes (jornalista)
Fotos: Maria Rocha/DFA

   

INFANTIS: MARITIMO E SPORTING IDEAL FOI UM DESAFIO DE LUXO

 Campeonato de São Miguel - 2ª fase
Infantis
 
Maritimo Sport Club  1   -   Sporting Clube Ideal  3        (resultado final)
 
Ao intervalo: 1 - 1.
 
Marcadores:
Maritimo - n .7,
Sporting Ideal - Gonçalo Tavares, Rafael (2),
 
 
Desafio que se realizou no passado sábado no Estádio Municipal de Jâcome Correia, em Ponta Delgada.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  
DFA
Fotos: Mário Jorge Santos/DFA

INFANTIS: SANTA CLARA "B" VENCEU UNIÃO MICAELENSE "B"

 Campeonato de São Miguel - 2ª fase
Infantis
 
CD Santa Clara "B"  1  -  Clube União Micaelense "B"  0   (resultado final)
 
Ao intervalo: 0 - 0.
 
Marcadores:
Santa Clara - Henrique Massa.
 
 
Desafio que se realizou no passado sábado no Estádio Municipal de Jâcome Correia, em Ponta Delgada.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DFA
Foto: Mário Nunes/DFA

FUTSAL: ATALHADA VENCEU NO NORTE CRESCENTE


Futsal Juniores - Campeonato de São Miguel 
 
Clube Norte Crescente  2  -  Atalhada FC  5   (resultado final)
 
Ao intervalo: 0 -3.
 
Marcadores:
Norte Crescente - Elson Carvalho e Nuno Medeiros.
 
Atalhada - Marco Correia, Luís Cordeiro (2), Rúben Pereira e Carlos Moniz.
 
Desafio realizado no passado sábado no Pavilhão da EBI de Capelas, em Ponta Delgada.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DFA
Fotos: Maria Rocha/DFA

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

JUVENIS: OPERÁRIO VENCEU SPORTING ESTA MANHÃ

Juvenis: 4ª jornada da 2ª Fase - Apuramento de Campeão - Série B:

Clube Operário Desportivo  1  -  Sporting Clube de Portugal 0   (resultado final)

Ao intervalo: 0-0

Marcador:
Operário - Nuno Furtado
 
Desafio que decorreu na manhã de ontem na Cidadede Lagoa, na Ilha de São Miguel.
 
Na manhã de ontem todos os caminhos iam dar à Lagoa, pois o Sporting Clube de Portugal jogava com o Operário, mais uma jornada do apuramento de campeão, no escalão de juvenis. Mas se o estádio encheu totalmente, onde o entusiasmo de se assistir a um grande desafio de futebol, era enorme, o mesmo acabou por ser gorado, pois ambas as formações jogaram muito no centro do terreno, embora os locais tenham-se apresentado de quando em vez, espevitados e abanado a defesa leonina. Mas oportunidades dignas de registo foram muito poucas para a expectativa que se criou em torno deste desafio. E marcou quem mais lutou em campo, e essa equipa foi o Operário, que deixou em totalmente em "água" o conjunto lisboeta, que não encontrou soluções para ultrapassar uma defesa cerrada dos locais e um ataque bem estruturado.
 
Marcou Nuno Furtado um golo solitário para o Operário, o suficiente para conseguirem os fabris, um feito histórico.
 
Pena é que o desafio tenha descambado para a violência no final do encontro, após uma agressão propositada de um atleta leonino a um jogador do Operário. Já com o desafio terminado, começaram os empurrões, os braços no ar, entre atletas, os dirigentes de ambas as equipas a correrem para dentro do relvado, com os atletas do Sporting sempre a tentarem agredir os lagoenses. Vai dai, que num apêndice, a invasão do recinto de jogo, surgiu de todos os lados do campo, e ainda com atletas, árbitros e dirigentes dentro das quatro linhas. A PSP no local rapidamente conseguiu controlar a situação, mas foi necessário alguns agentes da PSP, como o DFA captou as imagens, segurarem e acalmar os atletas do Sporting, que não se conformavam com a derrota. E não contentes, vários jogadores do Sporting insultaram alguns jornalistas e fotógrafos, presentes no relvado, com palavrões de alguma gravidade, perante a presença da PSP.
 
Um mau perder para uma equipa com tanto prestigio nacional.
 

Textos e Fotos: Mário Nunes (jornalista)

domingo, 24 de fevereiro de 2013

HÓQUEI EM PATINS: MARÍTIMO SC ELIMINADO DA TAÇA DE PORTUGAL

O Marítimo Sport Clube perdeu este fim-de-semana, por 3-5, com o Benfica e Alenquer, em jogo a contar para mais uma eliminatória da Taça de Portugal.
 
Num jogo onde não faltou emoção, golos e muito público, o Clube da Calheta bateu-se com muita dignidade, perante uma equipa da 2º divisão nacional, que ocupa a 5º posição no Nacional de Hóquei em Patins.
DFA/APPD

FUTSAL - CAMPEONATO DE JUVENIS AO RUBRO COM C.E.VILA FRANCA DO CAMPO NA FRENTE – SÃO MIGUEL

O campeonato de Juvenis de S. Miguel tem sido extremamente competitivo, mostrando ser um dos principais motivos de interesse do futsal micaelense. A competitividade tem sido tónica deste campeonato, nomeadamente com os cinco primeiros classificados da tabela classificativa.

O campeão em título, C.E. Vila Franca do Campo segue na frente, tendo em vista a revalidação do título passado. Para o Vila Franca, seguem-se jogos com equipas que já não entram na luta, pelo que o calendário final pode ser decisivo na atribuição do título de campeão. Por seu lado, o Norte Crescente segue igualmente na liderança da prova, tendo as únicas derrotas da prova sido impostas pelo C.E. Vila Franca. Nos próximos jogos tem autênticas finais com concorrentes diretos. Logo atrás, com diferença pontual de 4 e 5 pontos seguem o Operário e Rabo de Peixe, e a Atalhada encerra este quinteto que luta ainda pela conquista do título. Já, o Ginetes, Maia, Capelense e Covoada estão na segunda metade da tabela.
Num campeonato que tem tido no equilíbrio a sua nora dominante, e em face das competições de futsal em S. Miguel não terem competição em seniores, os juniores reduzem a 4 equipas, pelo que as 9 equipas do campeonato de Juvenis representam a campeonato mais competitivo da ilha em futsal.

Mário Nunes (jornalista)
Foto: CE Vila Franca do Campo

INICIADOS: SANTA CLARA FOI VENCER AO RABO DE PEIXE IMPERANDO A LEI DO MAIS FORTE

Decorreu ontem no Campo de Jogos do Bom Jesus, na Vila de Rabo de Peixe, o encontro de futebol, no escalão de iniciados, entre o Rabo de Peixe e o CD Santa Clara. A vitória sorriu aos encarnados, mas foi renhida a luta pelos três pontos, entre duas formações que apresentaram um bom futebol.  
 
O CD Rabo de Peixe entrou em campo com o reconhecimento da superioridade do adversário, mas mesmo assim não se deixou abater. É que o técnico da casa, Jaime Sousa, não deixou os seus pupilos abater-se e embalou-os para a frente. Mas acabou por ser o Santa Clara, que com um futebol mais desenvolvido e aberto, aliado a uma conduta física diferenciada, no aspecto positivo, conseguiu chegar ao intervalo a vencer por 2-0.
A parte complementar, deu mais Santa Clara, que carregou nos contra-ataques e acabou por marcar mais quatro golos, fixando o resultado final em 6-0, a favor da equipa de Bruno Lourenço.
 
 
Texto e Foto: Jaime Sousa

JUNIORES: SANTA CLARA RECEBEU E PERDEU COM O TORREENSE

Apuramento de subida à 1ª Divisão Nacional de Juniores - Zona B
3ª Jornada
 
CD Santa Clara  0  -  Sport Clube União Torreense  1  (resultado final)
 
Ao intervalo: 0 - 1.
 
Marcadores:
Torreense - Tonicha aos 36 minutos.
 
 
Àrbitro: Rui Oliveira, da AF Porto.
 
 
Jogo que se disputou na tarde de ontem no Campo das Figueiras, freguesia de Santo António, em Ponta Delgada.
 
 
DFA
Foto: Mário Jorge Santos/DFA

FUTSAL: OPERÁRIO PERDEU COM A ACADÉMICA - COIMBRA

Depois de uma semana com novidades no comando técnico da equipa de futsal do Operário, onde Nuno Lázaro foi descartado (não conseguiu desvinculação do Qatar), sendo encontrado José Feijão para treinar a equipa, o clube Lagoense deslocou-se a Coimbra, neste sábado, para defrontar a Académica local.
 
O resultado final foi de 6-1 a favor da Académica, numa partida que contou para a jornada 18, do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de futsal.
Entrou bem o Operário, chegando a estar a vencer por 1-0, mas os "estudantes" não deram qualquer hipótese e partiram para uma exibição de grande nível, não permitindo quaisquer veleidades ao conjunto açoriano. 
Miguel Silva (2), Nino (2), Jander e Passarinho marcaram os golos da equipa comandada por Tó Coelho, que agora passa a somar 26 pontos na tabela classificativa.
Na próxima jornada, a Académica desloca-se ao reduto do Modicus, enquanto o Operário recebe o Fabril, estreando o novo treinador José Feijão.

DFA
Foto: Manuel Conceição c/ Direitos Reservados

JUNIORES: RABO DE PEIXE RECEBEU E VENCEU O CAPELENSE - AFPD

Os juniores do Capelense visitaram o Clube Desportivo de Rabo de Peixe, ontem, mas não aguentaram a pressão imposta pelos locais, acabando por perder no Bom Jesus por 6-0.
 
É que a entrada galopante dos atletas da Vila Piscatória não deu hipóteses aos visitantes, que sentiram muitas dificuldades em progredir no terreno. Com esquemas tácticos diferentes, Rabo de Peixe e Capelense, entraram em campo para arrecadar os três pontos em disputa, mas os homens das Capelas, cedo começaram a sentir a sua baliza a ser ameaçada.
E foram vários os lances de perigo que poderiam ter ditado em golo. A vontade do Capelense, ia começar a desmoronar-se partir dos 20 minutos, quando o atleta da casa, Roque, inaugurou o marcador. Volvidos cinco minutos, foi a vez de Daniel dilatar o marcador. Ainda durante a primeira parte, por volta dos 40 minutos, o Rabo de Peixe elevaria para 3-0, por Roque, na marcação de uma grande penalidade. O intervalo veio, e com ele, um precioso tempo para refrescar ideias e recuperar energias.
A parte complementar, deu toda Rabo de Peixe, com o Capelense, a não apresentar muita força anímica em virar o resultado, o que deixava terreno aberto para os locais. E tanto assim foi, que Daniel marcou com um certo à vontade o 4-0, para logo se seguida o seu colega José Fernandes elevar o placard para 5-0.
Era um momento de jogo em que se notava a fragilidade do Capelense, mas que nunca se deixou abater, e lutou sempre até final do desafio, embora a reacção de actuação fosse menos intensa que na primeira parte, apesar do resultado volumoso que o placard apresentava.
O resultado final iria fixar-se em 6-0, novamente por aquele que foi o artilheiro de serviço do Rabo de Peixe – S. Roque, que marcou o golo com que fecharia o desafio.
Um desafio que valeu pela intensidade, força e coragem de ambas as equipas, com destaque para o capelense, que nunca desistiu de alcançar o tento de honra.
 
 
Texto e foto: Jaime Sousa

FUTSAL: RESULTADOS DOS ESCALÕES DE FORMAÇÃO – ILHA DE SANTA MARIA

Resultados de ontem:
 
Infantis:
CD Os Marienses  4  -  GD Gonçalo Velho  9
 
Juniores:
GD São Pedro  1  -  GD Gonçalo Velho  10
 
DFA
Foto: Márcio Costa

INICIADOS: FC MADALENA VENCEU NO BOAVISTA DE SÃO MATEUS - PICO

2ª Jornada da Taça da AFH
Iniciados
 
Clube Boavista de São Mateus  2 - FC Madalena  6  (resultado final)

Ao intervalo: 0 – 4.
Marcadores:
Boavista – (?)
Madalena – Bruno Nunes (4) e Marco Pereira (2).

 
Com estes resultados a classificação fica assim:
1 - FC Madalena - 6 pontos
2 - São João - 3 pontos, com menos um jogo
3 - Boavista - 0 pontos
4 - Prainha - 0 pontos, com menos um jogo

O FC Madalena tinha a consciência que este iria ser um desafio difícil, já que o Boavista de São Mateus é por norma um adversário complicado para se conquistar pontos no seu terreno. Mas conscientes das dificuldades esperadas, o grupo da Madalena do Pico, uniu-se, e recheado de um espirito de inter-ajuda, levou a sua equipa, a entrarem em campo desinibidos, tendo muito cedo marcado demonstrando assim que estavam no relvado com um objectivo que estava bem delineado -vencer e convencer. E se demonstraram essa vontade desde muito cedo, melhor o fizeram durante todo o encontro, pois o rendimento do conjunto orientado por Nuno Bettencourt, apesar de não ter sido o melhor, foi o suficiente para levar de vencida a equipa do Boavista.  
No final do encontro, o DFA, chegou à fala com o artilheiro do FC Madalena, Bruno Nunes, tendo este referido que este encontro iria ser algo de complicado. “Sabíamos que o jogo não iria ser fácil, pois a ultima vez que fomos a casa do Boavista saímos com uma derrota. Depois debatemo-nos com condições climatéricas adversas, pois estava muito vento e o Boavista costuma ser muito forte, a jogar a favor do vento. Mas, o facto é que entrámos no jogo a marcar, e isso deu muita força à nossa equipa. Apenas 50 segundos de jogo, e já tínhamos marcado um golo. Foi um autêntico carimbo para solidificarmos a nossa força…”. E depois foi conseguir aproveitar as oportunidades que não abundaram para os visitantes, mas que também não foram desperdiçadas, e tanto assim foi, que ao intervalo o placard acusava 4-0, a favor do FC Madalena.
Na parte complementar o Boavista de São Mateus encontrou muitas barreiras, colocadas dentro do campo, de forma estratégica por parte o Madalena, que se fechou muito bem, tendo dificultado a vida aos locais. Depois, foi uma questão de conseguir saber gerir o tempo de jogo, por parte dos visitantes, e com tempo ainda para marcar mais dois golos. Inconformado, o Boavista lutou sempre, apesar da desvantagem no marcador, e conseguiu mesmo reduzir o marcador, fixando o resultado final em 2-6.
Na próxima semana, o Madalena tem mais uma prova de fogo, ao receber o São João, que pode vir a ser um jogo quase decisivo, nesta Taça.
 
Maria Rocha/DFA
Foto: Direitos reservados

5º ENCONTRO DE TRAQUINAS DECORREU HOJE EM ÁGUA DE PAU – SÃO MIGUEL

Dezenas de pequenos atletas deram azo à boa disposição e ao futebol esta tarde, no Campo Mestre José Leste, na freguesia de Água de Pau, em São Miguel. Uma iniciativa que mostrou que a vida pode ser vivida de forma agradável, com o desporto a tornear momentos de grande felicidade.
 
E era vê-los, tantos pequenos, estes atletas a correrem sem cansaço atrás da bola, e enquanto os jogadores corriam no relvado, os pais destes, deliciavam-se a ver os seus rebentos da bancada. De facto mais uma tarde para não ser esquecida, onde reinou o respeito entre todos.
 
DFA
Foto: SC Ideal

sábado, 23 de fevereiro de 2013

KARATÉ: O QUE QUER DIZER SHIHAN – POR SENSEI ANTÓNIO MELO


Instrutor chefe Shihan Funakoshi
Shihan é um título normalmente usado em artes marciais, e a palavra significa professor ou modelo.

Cada arte ou organização tem requerimentos diferentes para o uso deste título, mas em geral é uma graduação muito alta, que pode levar décadas para ser atingida. É às vezes associado a certos direitos, como por exemplo o de outorgar graduações dan em nome da organização.

O processo de tornar-se um shihan pode ser bastante obscuro no Japão. Por exemplo, no bujinkan diz-se que alguém torna-se shihan quando os outros shihans começam a chamá-lo assim. Entretanto, é comum chamar todos os mestres que atingiram o 10º dan de shihan - pelo menos os que forem japoneses.

António Melo (F.S.K.A.)
Foto: Direitos Reservados

FC VALE FORMOSO: CALENDÁRIO DE JOGOS PARA ESTE FIM-DE-SEMANA


2ª PROVA DE PESCA DE COSTA REALIZOU-SE NA HORTA - FAIAL

Realizou-se no passado domingo a 2ª Prova de Pesca de Costa diurna do Clube Naval da Horta.
As espécies permitidas foram o Sargo, Besugo, Patruça e Pargo, tendo os treze pescadores conseguido capturar um total de 210 peixes, totalizando 63 quilos e 460 gramas de pescado.
O vencedor da prova foi José Silva, seguido de Teles Neves e José Escobar. O maior exemplar pescado foi um sargo, com 1,320 kg, por José Silva.
A próxima prova de Pesca de Costa está agendada para dia 16 de março na Marina da Horta entre as 20 e as 24 horas.
 
DFA